Salotex

No final da década de 1950, Salomão Waiswol, então um jovem de 19 anos, tecia metros de Jersey de acetato ao lado de sua futura esposa, Fanny, para vender aos fabricantes de calcinhas do Brás e Bom Retiro. O que o casal não imaginava é que, naqueles anos, estava plantando a semente de uma das marcas que mais contribuíram para a história da indústria têxtil brasileira.

Com muita coragem e determinação, mais visão empreendedora e olhar atento e sensível ao mercado da moda, a SALOTEX, nome escolhido para a pequena empresa têxtil, ganhou projeção pela agilidade e pontualidade na entrega, pelo bom gosto de seus tecidos e estampas, e pela qualidade e valores embarcados regular e rigorosamente em todas as suas iniciativas. Hoje Beni e Jairo, filhos de Fanny e Salomão, comandam a SALOTEX dando sequência e fortalecendo a obra e o legado de seus pais e fundadores da empresa, a partir da unidade fabril no bairro de Jaçanã, na cidade de São Paulo. O compromisso com a produção de qualidade e que agregue valor a toda cadeia da moda, com tecidos que garantam personalidade e estilo às peças finais, são, como já eram desde o início e há quase 60 anos, cláusula pétrea da empresa. Por isso, e para sempre, SALOTEX, A MODA EM TECIDOS.