Feira de moda íntima Curve inicia versão digital com marcas brasileiras

15/09/2020

A feira de moda íntima Curve, que originalmente acontece em Nova York, também entrou na onda do digital e lançou a Curve Connect. O evento, online, acontece entre os dias 13 e 25 de setembro.

Duas marcas brasileiras participarão da Curve, apoiadas pelo Texbrasil (Programa de Internacionalização da Indústria Têxtil e de Moda Brasileira) – resultado de uma parceria entre a Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção) e a Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos). São elas Daniella Tombini e Mari M.

As duas grifes têm em seu DNA o estilo brasileiro que mistura conforto e sensualidade nas peças de moda íntima e pijamas. A Mari M, participante recorrente do evento, esteve também na última edição presencial, em janeiro.

Na ocasião, a marca apresentou uma linha adaptada para o mercado americano, onde já tem 20 pontos de venda. “Participar da feira abriu um mercado onde não tínhamos tanto acesso. Com a ida para a Curve, nós vimos esse mercado se expandindo logo começamos a crescer dentro dos EUA”, comenta a estilista e criadora da marca, Mari Martini.

Sobre o Texbrasil

O Programa de Internacionalização da Indústria Têxtil e de Moda Brasileira (Texbrasil) atua junto às empresas do setor têxtil e de confecção no desenvolvimento de estratégias para conquistar o mercado global. Ao longo de 20 anos, já auxiliou cerca de 1600 marcas a entrar na trilha da exportação, realizando USD 4,4 bilhões em negócios. O Programa é realizado por meio de uma parceria entre a Abit e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil).

Curve, curve connect, daniella tombini, mari m, moda íntima